Rio Grande fora do Rio Grande

É, se ainda existem leitores para este velho (e de uns tempos pra cá, abandonado) blog, estes deviam estar esperando ansiosamente pelo momento deste pseudo-jornalista barbudo sair de seu sarcófago e escrever um pouco.

Deu para ver que passou já um tempo….

Cenas inéditas de alguém achando este blog.
Cenas inéditas de alguém achando este blog.

Bom, dá pra recuperar algo? ainda dá, claro que dá. Então já que passei tempo demais dentro do sarcófago, vamos a alguma novidade nesse monte de poeira e mofo.

Não, não me esqueci da Fórmula 1.6 (que agora é Fórmula RS. Viva o Rio Grande!!!!)
Não, não me esqueci da Fórmula 1.6 (que agora é Fórmula RS. Viva o Rio Grande!!!!)/FOTO: Bernardo Bercht.

Não é uma novidade, na verdade, se sabia disso desde o ano passado, só se esperava alguns fatores ajudarem. O Campeonato Gáucho de Automobilismo  ira disputar uma etapa no Autódromo Eduardo Cabrera, na fronteira Rio Grande do Sul/Uruguai, mais precisamente, na cidade de Rivera, no lado uruguaio da fronteira. A etapa internacional das categorias gaúchas, está marcada para o dia 28 de Setembro.

A Copa Classic já carcou os pneus no molhado asfalto de Rivera./FOTO: Lapole/Niltão Amaral)
A Copa Classic já carcou os pneus no molhado asfalto de Rivera./FOTO: Lapole/Niltão Amaral)

O Autódromo Eduardo P. Cabrera (ou Autódromo de Rivera) foi reformado a pouco tempo, por iniciativa do uruguaio/gaúcho Johnny Bonilla (o mesmo homem por trás do Velopark e da importação dos pneus NA Carrera para o Rio Grande do Sul). O circuito, hoje está remodelado, mantendo os dois traçados antigos (o curto, de 1.242m e o longo de 2.329m), porém, foi construido um novo trecho na pista, com uma curva análoga a mítica curva 8, do Autódromo de Istambul, utilizado no GP da Turquia. Com este novo trecho do traçado, o autódromo agora, conta com 3.100m. Totalmente dentro das medidas oficiais da FIA e autorizado a receber todas as grandes categorias, tanto do Brasil, quanto as do Uruguai.

E assim ficou Rivera,
E assim ficou Rivera.

Com a entrada de Rivera no calendário, o Velopark não ira receber nenhum evento regional, competindo a o circuito de Nova Santa Rita, somente receber as categorias nacionais em solo gaúcho.

Anúncios

Um comentário sobre “Rio Grande fora do Rio Grande

  1. Boa noite…o de 1242 nao existe mais mas aquele lugar enquanto esteve desativado por 2 décadas ainda respirava por causa de uma união/paixão de 2 povos..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s